Maria Matos Teatro Municipal
A A
pt | en
 

O peso de uma semente

Marina Nabais
Palco da Sala Principal
CRIANÇAS E JOVENS
sex 1 a terça 5 março (exceto 4) | semana 10h00 sáb e dom 16h30

a partir dos 12 anos
dança

Se, numa balança, dois pesos se equilibram estagnando, o que os fará mover? O peso de uma semente. Ela encerra em si o potencial, a origem e a reprodução da vida. É o princípio de todo o movimento. Com a medida certa de esforço, esse peso ― medido em apenas miligramas ― recai sobre a terra e transforma-se em vida e conteúdo, ao longo do tempo. Precedido de um prólogo interpretado por um conjunto de jovens, este solo de dança parte da depuração do espaço do corpo, do espaço sonoro e do espaço cénico para explorar o paradoxo entre esforço e inércia.

 

 

direção artística, coreografia e interpretação Marina Nabais espaço sonoro Simão Costa interpretação do prólogoalunos do 8.º ano da Escola de Dança do Conservatório Nacional cenários e figurinos Marta Carreiras figurinos do prólogo Marta Carreiras com alunos da CENATEX desenho de luz Cláudia Rodrigues dramaturgia Manuela Pedrosoconsultoria artística Luca Aprea ilustração Diogo de Calle produção A menina dos meus olhos, associação cultural coprodução Centro Cultural Vila Flor, Menina dos meus olhos e Maria Matos Teatro Municipal

apresentação no âmbito da rede

Preço

Criança 3€ | Adulto 7€

Duração 50 min

Também poderá gostar

Folha da sala

Biografias

Marina Nabais nasceu em Luanda. Estudou na Escola Superior de Dança e na School for New Dance Development em Amesterdão. Em 2003, cria a associação cultural A menina dos meus olhos, onde faz da dança o motor e o elo de ligação entre os seus trabalhos como intérprete, coreógrafa, formadora e diretora artística.

Vídeo

Comentários

Sinopse

a partir dos 12 anos
dança

Se, numa balança, dois pesos se equilibram estagnando, o que os fará mover? O peso de uma semente. Ela encerra em si o potencial, a origem e a reprodução da vida. É o princípio de todo o movimento. Com a medida certa de esforço, esse peso ― medido em apenas miligramas ― recai sobre a terra e transforma-se em vida e conteúdo, ao longo do tempo. Precedido de um prólogo interpretado por um conjunto de jovens, este solo de dança parte da depuração do espaço do corpo, do espaço sonoro e do espaço cénico para explorar o paradoxo entre esforço e inércia.

 

 

Críticas e antecipações

Preço

Preço

Criança 3€ | Adulto 7€

Duração 50 min

Descontos

Comentários

s t q q s s d
          1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30