Maria Matos Teatro Municipal
A A
pt | en
 

Aqui estamos nós

ANA BORRALHO & JOÃO GALANTE
Sala Principal com bancada
TEATRO
21 a 23 novembro 2014 sexta e sábado 21h30 / domingo 18h30

Em novembro de 1974, aterrou em Lisboa um grupo de investigação formado por cientistas de vários países europeus. O líder desse grupo era o controverso psicólogo Solomon Hoffman. Longe das atenções das grandes universidades, este grupo realizou uma experiência a que chamou Hier sind wir. Sabe-se que, numa noite, reuniu-se um grupo heterogéneo de voluntários num teatro de Lisboa que acreditavam ir assistir a um espetáculo e não tinham qualquer conhecimento acerca da experiência que iria ser realizada. Sabe-se também que uma série de cassetes foi usada para transmitir instruções aos voluntários-espectadores. O que terá realmente acontecido no decorrer da experiência permanece, desde então, envolto num manto de mistério. Há quem defenda que o desfecho foi violento e inesperado, mas também quem acredite que se tratou apenas de um fracasso. Julga-se que, antes de abandonar Portugal, Solomon Hoffman terá destruído quase todos os registos da experiência e desmantelado o grupo de investigação. 
Quatro décadas mais tarde, os artistas Ana Borralho e João Galante tomaram conhecimento deste episódio durante uma digressão em Basileia. A peça que apresentavam, Atlas, conta com a participação de cem pessoas da cidade onde se exibe. Em Basileia, uma dessas pessoas identificou-se como sendo a neta de Solomon Hoffman e acabou por revelar aos artistas o que se acredita ser a série de cassetes utilizadas durante a experiência.

Agora, em Aqui estamos nós, Ana Borralho e João Galante usam o conteúdo dessas mesmas cassetes para tentar reconstituir com o público o que se terá passado nessa noite de 1974. 


Tiago Rodrigues
 
conceito, direção artística e luz: Ana Borralho & João Galante
dramaturgia: Tiago Rodrigues
consultor artístico: Fernando Ribeiro
colaboradores artísticos: Ana Freitas, Catarina Gonçalves, Cláudio da Silva, Elizabete Francisca, Matthieu Ehrlacher e Tiago Gandra
som: Coolgate
música: Coolgate, Brian Eno, Janis Joplin, Jankenpopp e The White Stripes 
colaboração luz: Thomas Walgrave
tradução e revisão dos textos: Mónica Samões e José Pelicano
direção de produção: Mónica Samões
produção executiva: Maria João Garcia e Andrea Sozzi
produção: casaBranca
coprodução: Maria Matos Teatro Municipal
apoio: Forum Dança, O Rumo do Fumo, Schweppes

agradecimentos: alunos do PEPCC - Programa de Estudo, Pesquisa e Criação Coreográfica 2013/14 do Forum Dança, Ana Maria Silva, David Leitão, Inês Felizardo, Iolanda Galinha, João Ribeiro, Luís Godinho, Mafalda Santos, Manuela Araujo, Maria Eugénia Pereira, Mark Deputter, Miguel Cardoso, Miguel Viegas, Patricia Coveiro, Rui Catalão, Sezen Tonguz, Sofia Dinger e Susana Menezes

imagem: © Ana Borralho & João Galante
 
Um projeto Create to Connect com o apoio do Programa Cultura da União Europa

Links

Preçário

12€ / Com desconto 6€
Menores de 30 anos: 5€

Duração: 1h45
Classificação etária: M/12

Biografias

Fotos

Vídeo

Críticas e antecipações

Não existem críticas.

Comentários

Sinopse

Em novembro de 1974, aterrou em Lisboa um grupo de investigação formado por cientistas de vários países europeus. O líder desse grupo era o controverso psicólogo Solomon Hoffman. Longe das atenções das grandes universidades, este grupo realizou uma experiência a que chamou Hier sind wir. Sabe-se que, numa noite, reuniu-se um grupo heterogéneo de voluntários num teatro de Lisboa que acreditavam ir assistir a um espetáculo e não tinham qualquer conhecimento acerca da experiência que iria ser realizada. Sabe-se também que uma série de cassetes foi usada para transmitir instruções aos voluntários-espectadores. O que terá realmente acontecido no decorrer da experiência permanece, desde então, envolto num manto de mistério. Há quem defenda que o desfecho foi violento e inesperado, mas também quem acredite que se tratou apenas de um fracasso. Julga-se que, antes de abandonar Portugal, Solomon Hoffman terá destruído quase todos os registos da experiência e desmantelado o grupo de investigação. 
Quatro décadas mais tarde, os artistas Ana Borralho e João Galante tomaram conhecimento deste episódio durante uma digressão em Basileia. A peça que apresentavam, Atlas, conta com a participação de cem pessoas da cidade onde se exibe. Em Basileia, uma dessas pessoas identificou-se como sendo a neta de Solomon Hoffman e acabou por revelar aos artistas o que se acredita ser a série de cassetes utilizadas durante a experiência.

Agora, em Aqui estamos nós, Ana Borralho e João Galante usam o conteúdo dessas mesmas cassetes para tentar reconstituir com o público o que se terá passado nessa noite de 1974. 


Tiago Rodrigues

Críticas e antecipações

Não existem críticas.

Preço

Preçário

12€ / Com desconto 6€
Menores de 30 anos: 5€

Duração: 1h45
Classificação etária: M/12

Descontos

Comentários

s t q q s s d
  1 2 3 4 5 6
7 8 9 10 11 12 13
14 15 16 17 18 19 20
21 22 23 24 25 26 27
28 29 30 31